Feira de São Tiago regressa em 2022 e traz à Covilhã grandes espetáculos musicais

Após dois anos de restrições, onde não foi possível realizar a mítica Feira de São Tiago, o evento volta com força total em 2022 e traz para a Covilhã grandes nomes do cenário musical português. O palco, mais uma vez, será o Complexo Desportivo da cidade que volta a receber o brilho da Feira com comércio, diversões, e apresentações culturais entre os dias 15 e 26 de julho nesta que será a 609ª edição da principal festividade covilhanense.

Entre os artistas que se destacam nessa escolha para edição 2022, estão Diogo Piçarra, que se apresenta no dia 15 de julho, Carolina Deslandes que sobe no palco no dia 16 de julho, Maninho, no dia 22, João Pedro Pais, dia 23, David Antunes & Tiago Silva atuam no dia 24 e José Cid que se apresenta no dia 25 de julho.

As entradas para os dias de espetáculo terão um valor simbólico de dois euros que para a Câmara Municipal da Covilhã “permite fazer crescer de forma sustentada o certame, afirmando cada vez mais o estatuto da Feira de São Tiago como um grande cartaz regional e nacional”. As pulseiras de ingresso estão disponíveis para venda no Balcão Único, Piscina Praia e Posto de Turismo da Covilhã, de forma antecipada, ou nos dias das apresentações diretamente nas bilheterias instaladas na Feira ao custo de dois euros (crianças até 09 anos não pagam).

História da Feira

A história da Feira de S. Tiago remete a 27 de Maio de 1411 quando, por carta outorgada por D. João I, concedeu à Covilhã a autorização para que a então Vila realizasse uma feira anual, com a duração de vinte dias, devendo começar dez dias antes e acabar dez dias depois da data de S. Tiago, celebrada em 25 de julho. Hoje, a feira já não tem a duração de suas primeiras edições, mas sempre realiza-se num período próximo ao dia de S. Tiago.

Durante os anos, a Feira mudou diversas vezes de lugar. Inicialmente era realizada na antiga Igreja de S. Tiago, depois foi transferida para o Largo D. Maria Pia, onde se situa atualmente o jardim público e por ali manteve-se durante décadas e expandiu-se de forma rápida e incorporou shows nacionais a seu cartaz. Com isso, cresceu ainda mais e chegou a ser realizada no campo de futebol da cidade. Mas anos depois, perdeu um pouco de sua expressividade e voltou ao Jardim Público.

Depois de muitos anos, já na década de 1990, a Feira, que passou por períodos de instabilidades, voltaria a ter investimentos mais volumosos e começaria a ser realizada no Complexo Desportivo, local que até hoje abriga a festividade.

Sobre brasileirosnacovilha 244 artigos
Blog de informações sobre a Covilhã e Portugal, especialmente para brasileiros que desejam informar-se sobre estudos, trabalhos e vida em terras lusas.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*