Dica do Blog: Museu do Queijo da Covilhã

Espaço conta a história e o modo de produção do Queijo da Serra da Estrela, uma das Sete Iguarias Gastronômicas de Portugal e conhecida a nível mundial

Localizado a 15 quilômetros da Covilhã, na Freguesia de Peraboa, o Museu do Queijo é um passeio obrigatório para quem quer conhecer a história do Queijo Serra da Estrela, seu modo de fabricação e todas as suas particularidades. Aberto ao público desde 2011, recebe, em média, sete mil visitantes por ano que aproveitam para ingressar, por alguns minutos, numa viagem sensorial ao mundo da fauna e da flora da Serra da Estrela.

A visita é guiada e começa com a explicação histórica desde a Rota das Canadas – estradas de terra ou granito, demarcadas por balizas, que ajudavam os pastores a encurtar suas distâncias e que tiveram um papel fundamental na economia local – durante a Transumância, passa pela apresentação dos utensílios pastoris, da ovelha e do cão raças Serra da Estrela.

Museu permite ao visitante conhecer de perto a vida de um pastor. Foto: Fábio Giacomelli

Na sequencia, o visitante é convidado a entrar, de vez, no mundo do Queijo da Serra da Estrela. Primeiro são apresentados os ingredientes que constituem a iguaria: leite, flor do cardo, sal e coalhada. Depois, os dez passos necessários para a fabricação de um autêntico queijo.

Depois de apresentados a produção do queijo, os visitantes começam a descobrir suas variedades. Além do tradicional Queijo Serra da Estrela, na região se produz, ainda, o Queijo Queimoso e o Queijo Kosher.

O Queijo Serra da Estrela, por ser um produto com Denominação de Origem Controlada (DOC), precisa seguir um rigoroso controle de fabricação. Com os ingredientes certos e ter, pelo menos 35 dias de cura. Apresenta uma pasta semi-mole é um dos produtos mais buscados por turistas desta região. Não deve ser conservado na geladeira e deve-se comê-lo em fatias.

O Queijo Kosher é produzido visando a grande comunidade judaica que vive na região da Beira Interior, sobretudo no município de Belmonte. É um produto onde os coalhos passaram a ser só de origem vegetal, não havendo mistura com enzimas animais. A certificação é feita com a presença de um Rabino, que avalia o produto e concede a Estrela de Davi.

O Queijo Queimoso, por sua vez, se difere pelo tempo de cura. São, pelo menos, nove meses embrulhado em palha, o que dá ao produto um aroma intenso e um sabor picante, mesmo que não leve nenhum produto semelhante a pimenta.

Por fim, após conhecer toda a história e processo de fabricação, quem faz a visita ao Museu é convidado a uma degustação variada de queijos. A visita completa dura aproximadamente 30 minutos e os bilhetes podem ser adquiridos na recepção do Museu.

Serviço:

Funcionamento: terça à domingo, das 10:30hs às 12:30hs | 14:30hs às 17:30hs (Exceto quinta-feira a tarde);
Bilhetes: Até os 5 anos (gratuito) | 6-18 anos e Estudantes (3,50€) | A partir dos 18 anos (5,00€)

Contatos: +351 275 471 172 | museudoqueijo@gmail.com

Sobre brasileirosnacovilha 222 artigos
Blog de informações sobre a Covilhã e Portugal, especialmente para brasileiros que desejam informar-se sobre estudos, trabalhos e vida em terras lusas.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*