terça-feira, 18 de junho de 2019

608ª Feira de S. Tiago: nova formação dos Gipsy Kings será o destaque da edição 2019

Uma nova formação dos Gipsy Kings, formada por Diego
Baliardo e outros músicos comanda a festa na Feira dia 13/07
A história de seis séculos da região da Covilhã seguirá sendo contada pela Feira de S. Tiago. A Câmara Municipal da Covilhã confirmou mais um edição da festividade, que já vai para a sua 608ª edição. 

A história da Feira de S. Tiago remete a 27 de Maio de 1411 quando, por carta outorgada por D. João I, concedeu à Covilhã a autorização para que a então Vila realizasse uma feira anual, com a duração de vinte dias, devendo começar dez dias antes e acabar dez dias depois da data de S. Tiago, celebrada em 25 de julho. Hoje, a feira já não tem a duração de suas primeiras edições, mas sempre realiza-se num período próximo ao dia de S. Tiago. 

Durante os anos, a Feira mudou diversas vezes de lugar. Inicialmente era realizada na antiga Igreja de S. Tiago, depois foi transferida para o Lar
go D. Maria Pia, onde se situa atualmente o jardim público e por ali manteve-se durante décadas e expandiu-se de forma rápida e incorporou shows nacionais a seu cartaz. Com isso, cresceu ainda mais e chegou a ser realizada no campo de futebol da cidade. Mas anos depois, perdeu um pouco de sua expressividade e voltou ao Jardim Público.

Depois de muitos anos, já na década de 1990, a Feira, que passou por períodos de instabilidades, voltaria a ter investimentos mais volumosos e começaria a ser realizada no Complexo Desportivo, local que até hoje abriga a festividade. 

EDIÇÃO 2019

Neste ano, a Feira acontece entre os dias 12 a 25 de julho com o habitual comércio, espaço de diversões e também praça de alimentação. A novidade na edição 2019 é o protocolo assinado pela autarquia com a AECBP – Associação Empresarial da Covilhã, Belmonte e Penamacor, para dinamizar os espaços comerciais na feira.

O destaque musical desta edição é a banda francesa Gipsy Kings. A formação que vem a cidade não é a base original do grupo, formado em 1979. Mas uma nova formação, produzida por Diego Baliardo, um dos fundadores originais que, junto com outros membros do grupo, apostou em músicos ciganos de uma nova geração da Família Baliardo para então apresentar-se sob o nome Gipsy Kings by Diego Baliardo. A sonoridade do grupo segue a aposta inicial, num estilo variante do Flamenco tradicional, denominado Rumba Flamenca em suas composições. Será a primeira vez que um artista internacional apresenta-se na Feira de S. Tiago em toda a sua história. Completam o cartaz de apresentações musicais Augusto Canário (dia 12), Herman José (19) e a fadista Carminho (20).

Durante as duas semanas de Feira, em alguns dias haverá cobrança de ingresso na entrada. Nos dias 12 e 25, o valor cobrado é de um euro e nos dias 13,19 e 20 o bilhete custa dois euros.

Confira, no vídeo abaixo, um dos sucessos da formação original dos Gipsy Kings, que também será apresentada pela nova geração aqui na Covilhã:

Nenhum comentário:

Postar um comentário