domingo, 2 de dezembro de 2018

Cursos de engenharia da UBI recebem prêmios e distinções internacionais

Projeto eCO2blocks venceu dois prêmios em 2018
Foto: Mariana Themudo
O polo de Engenharia da Universidade da Beira Interior teve, nos últimos dias, seguidos reconhecimentos por suas atividades. Foram distinções em rankings internacionais e também duas premiações a um projeto que nasceu no seio da Universidade e acabou por conquistar os avaliadores dos mais importantes prêmios à ideias inovadoras e sustentáveis em Portugal e fora dele. 

Quanto ao reconhecimento dos cursos, dois rankings setoriais do Times Higher Education distinguiram, pelo segundo ano consecutivo, o trabalho da UBI nas áreas “Computer Science” e “Engineering & Technology”. A avaliação resulta da análise de indicadores como Ensino, Investigação, Citações, Internacionalização e Transferência de Conhecimento e incluíram os cursos da instituição entre os melhores do mundo.

Para além dos rankings, houve uma premiação dupla ao projeto eCO2blocks. Primeiro, a conquista do ClimateLaunchpad, a maior competição de ideias de negócios sustentáveis do mundo, depois o projeto eCO2blocks venceu, também, o prêmio Manuel António da Mota, que distingue projetos que pensam nas gerações futuras, preservação do planeta, erradicação da pobreza, entre outros. 

Na entrega do prêmio Manuel António da Mota, o presidente da república, Marcelo Rebelo de Sousa, disse que sentia-se muito feliz em ver uma Universidade receber tal premiação e ressaltou, ainda, a importância da UBI nessa conquista ao relembrar as dificuldades financeiras que a instituição passa e, que mesmo assim, faz todos os esforços para possibilitar que seus investigadores contribuam com um futuro melhor para a sociedade em que inserem-se: "quem recebe o prêmio é uma universidade e quão feliz me sinto eu, universitário de raiz, ao ver como a Universidade cumpre a sua função, ligando-se à sociedade e à vida. E cumpre nas circunstâncias mais adversas, como é o caso da Universidade da Beira Interior. E cumpre a pensar no futuro e não apenas na sobrevivência, no presente. E cumpre com arrojo e com visão e com projeção internacional”, destacou o presidente. 

João Castro Gomes, docente e investigador do Departamento de Engenharia Civil e Arquitetura da UBI refere que o Prêmio Manuel António da Mota deixou a equipa “muito feliz” e honrada. “Tem um enorme significado para o ambiente e para a contribuição da nossa universidade para um Portugal sustentável”, finaliza.

Fonte: Universidade da Beira Interior

Nenhum comentário:

Postar um comentário