quinta-feira, 12 de julho de 2018

Alunos internacionais na UBI: um número em constante crescimento

A aposta em um Estatuto para Estudantes Internacionais, com seleções diferenciadas e reserva de vagas, aliada a presença em feiras estudantis fora de Portugal têm sido as marcas de destaque da Universidade da Beira Interior (UBI) nos mercados de língua portuguesa. Essa busca constante por fixar sua marca no cenário internacional têm dado resultados positivos. Um aumento expressivo nos alunos estrangeiros matriculados, onde brasileiros e angolanos, lideram o ranking de alunos vindos de fora de Portugal na instituição. 

Segundo dados da vice-reitoria de Ensino e Internacionalização da UBI, atualmente, cerca de 800 alunos brasileiros estão com matrícula ativa na instituição. A nível de Portugal, de acordo com a Direção Geral de Estatística da Educação e Ciência, Portugal tem, matriculado em seus cursos de Ensino Superior 358 mil estudantes, dos quais 13,7 mil brasileiros. Números que garantem com folga a liderança de país estrangeiro com mais acadêmicos nas universidades portuguesas e, consequentemente na UBI.

Ainda de forma mais ampla, Portugal mantém-se como um dos destinos preferidos para estudantes vindos de fora nos últimos anos. Dados do Jornal de Notícias apontam que, de 2014 para 2018 o número de estrangeiros que obteve diploma em terras lusas quase duplicou, passando de 14 mil para 26 mil diplomas emitidos.

E a cidade da Covilhã é um dos polos que mais movimenta esses estudantes, que atualmente representam cerca de 20% do total de matriculados na UBI e que referem ter encontrado na encosta da Serra da Estrela um excelente resultado que soma a qualidade de ensino da Universidade da Beira Interior com a qualidade de vida do município, segurança, facilidade de locomoção e menores custos em relação aos grandes centros.

Entre os relatos dos estudantes, destacam-se a facilidade de ingresso (Via ENEM para os cursos de graduação) e os processos seletivos 100% online (para mestrados e doutorados). A UBI foi uma das primeiras instituições portuguesas a aceitar o Exame Nacional do Ensino Médio como forma de ingresso em seus cursos de graduação. Quem opta por esse sistema de candidatura, pode beneficiar-se de um desconto direto, oferecido pela Universidade, de 40% no valor da anuidade de aluno estrangeiro.

Links Relacionados: 






Nenhum comentário:

Postar um comentário