quarta-feira, 11 de julho de 2018

607ª Feira de S. Tiago começa na sexta-feira na Covilhã

Celebrada anualmente, a Feira S. Tiago terá mais uma edição a partir da próxima sexta-feira. Organizada pelo município da Covilhã, a edição 2018 contará com as tradicionais bancas de artesanato, alimentação e produtos locais, empresas da cidade e shows. 

A festividade decorre entre os dias 13 e 25 de julho no Complexo Desportivo da Covilhã.

As atrações musicais desta edição são Rogério Charraz (dia 13), Mickael Carreira (14), Cuca Roseta e José Cid (20) e D.A.M.A (21). Nesses dias, haverá cobrança para entrada no Complexo. O valor será de 1 euro no dia 13 e de 2 euros nos dias 14, 20 e 21.

História

A história secular da Feira de S. Tiago remete a 27 de Maio de 1411 quando, por carta outorgada por D. João I, concedeu à Covilhã a autorização para que a então Vila realizasse uma feira anual, com a duração de vinte dias, devendo começar dez dias antes e acabar dez dias depois da data de S. Tiago, celebrada em 25 de julho. Hoje, a feira já não tem a duração de suas primeiras edições, mas sempre realiza-se num período próximo ao dia de S. Tiago. 

Durante os anos, a Feira mudou diversas vezes de lugar. Inicialmente era realizada na antiga Igreja de S. Tiago, depois foi transferida para o Largo D. Maria Pia, onde se situa atualmente o jardim público e por ali manteve-se durante décadas e expandiu-se de forma rápida e incorporou shows nacionais a seu cartaz. Com isso, cresceu ainda mais e chegou a ser realizada no campo de futebol da cidade. Mas anos depois, perdeu um pouco de sua expressividade e voltou ao Jardim Público. 

Depois de muitos anos, já na década de 1990, a Feira, que passou por períodos de instabilidades, voltaria a ter investimentos mais volumosos e começaria a ser realizada no Complexo Desportivo, local que até hoje abriga a festividade. 

Confira abaixo um dos sucessos de Cuca Roseta, atração da Feira no dia 20 de julho:



Colaboração com informações: Blog Memórias da Covilhã

Nenhum comentário:

Postar um comentário