segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Serra da Estrela apresenta candidatura a Geopark da Unesco

Divulgação/http://www.geoparkestrela.pt/
A Associação Geopark Estrela apresentou, nesta tarde, um documentário que visa chancelar o Parque Natural da Serra da Estrela como patrimônio da UNESCO. 

O local escolhido para apresentação foi a Cinubiteca, da Universidade da Beira Interior, instituição que, junto com o Instituto Politécnico da Guarda e os municípios de Oliveira do Hospital, Seia, Gouveia, Fornos de Algodres, Celorico da Beira, Guarda, Belmonte, Manteigas e Covilhã são os proponentes da candidatura.

Após uma saudação inicial do reitor da UBI, Professor António Fidalgo, os organizadores apresentaram os dados referentes ao espaço e a candidatura que foram submetidos para a UNESCO.

Com uma área de 2.737m², que engloba 171.668 habitantes, o projeto tem o intuito de valorizar e divulgar o patrimônio natural, qualificar recursos e serviços e estimular o turismo sustentável. Se aprovado, o Geopark da Serra da Estrela será o quinto em Portugal, somando-se aos Geoparks Naturatejo, Açores, Arouca e Terras de Cavaleiros.

De acordo com Emanuel Castro, da equipe técnica da Associação Geopark Estrela, não foi facil juntar os nove municípios, porém referenciou que o vídeo mostra a crença de que o território é capaz de se projetar para além da neve e para além do que é a Serra da Estrela realmente.

Jorge Pelicano, produtor do documentário de divulgação declarou que eles tentaram, ao máximo, trabalhar com o território e as pessoas locais. "Trabalhamos com pessoas locais. Fotógrafos locais. Pessoas que faziam imagens com drones que são aqui da região." Reforçou, ainda, a ideia de se dar outro olhar o parque natural e usou como exemplo as rochas. "As rochas contam história. A ideia foi olhar para aquelas rochas e dar-lhes um outro valor. E esse valor que tentamos transmitir na narrativa do filme."

Por fim, foram reafirmados os objetivos de construção de infraestruturas, conservação do patrimônio geológico, potencializar a educação e o turismo, desenvolver os produtos locais, como serviço e artesanatos e fomentar o crescimento econômico local com novas oportunidades de emprego nas cidades que compreendem o Parque Natural da Serra da Estrela. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário