sábado, 19 de março de 2016

Um olhar brasileiro sobre a Páscoa em Portugal

 
Drageias e amêndoas são os presentes mais comuns. 
Foto: Tâmela Grafolin
Com o início da Semana Santa amanhã, dia 20, ocorre uma série de rituais tradicionais na celebração da Páscoa em Portugal. Diferentemente do Brasil, aqui presentear as crianças com ovos de Páscoa é algo raro e são poucas as marcas que os vendem no país. Este já é o segundo ano que passamos a data em Portugal, por isso gostaríamos de compartilhar algumas tradições que achamos um tanto interessantes. 

  Portugal é um país que segue à risca muitas das tradições católicas, como o Compasso que se trata da visita de um padre para a benção do lar. De forma ilustrativa representa a entrada de Jesus Cristo no lar. Outra tradição, não só portuguesa, mas muito respeitada no país é passar o período da Quaresmo sem comer carne às sextas-feiras. 

  Na Semana Santa costumam ocorrer diversas procissões, como até já observamos nos jornais da cidade algumas chamadas para a Procissão dos Passos, Procissão dos Ramos e Procissão Evocativa da morte e sepultura de Jesus.
Folar é considerado símbolo da reconciliação. 
Imagem: Easter Food Around the World (reddit.com)
 Uma das tradições que mais nos chamou atenção é a troca de presentes entre padrinhos e afilhados. Enquanto estes últimos devem entregar ao padrinho um ramo de oliveira e à madrinha um ramo de violetas no Domingo de Ramos. Os afilhados, por sua vez, recebem dos padrinhos um folar (um bolo de massa seca, doce e ligada, com canela, erva-doce e ovos cozidos inteiros dentro), pão de ló, amêndoas cobertas com massa de açúcar ou chocolate, ou dinheiro. 


 No comércio, principalmente nos supermercados, é comum encontramos grandes quantidades e variedades de amêndoas e drageias de cacau. A troca de folares, amêndoas e drageias aparentemente se estendeu para além de padrinhos e afilhados, sendo hoje possível haver troca entre familiares a amigos no Domingo de Páscoa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário